Mundo dos Animais > Mamíferos > Artigo: Ornitorrinco

Ornitorrinco

Do Grego ornis, ornithos, ave, e runkhos, bico, o ornitorrinco é um mamífero ovíparo originário da Austrália e da Tasmânia. Tem a particularidade de por ovos, apesar de ser um mamífero.
Os ornitorrincos têm a cabeça quase redonda e mandíbulas alargadas, cobertas por uma camada córnea, o que faz com que a boca se assemelhe ao bico de um pato. O corpo e a cauda são cobertos por pêlo muito fino, e possui ferrões nas patas. Quando as crias estão no interior dos ovos, possuem um dente, que se destina a partir a casca do ovo. Este dente cai pouco depois do nascimento.

Os machos são ligeiramente maiores que as fêmeas, atingindo 60cm de comprimento e pesando até 1,5kg.

São animais semiaquáticos, nadam e mergulham em apneia, escavando o fundo dos rios com o bico córneo, que é flexível e bastante provido de terminações nervosas sensíveis. A pelagem assegura-lhes protecção térmica. As larvas de insecto e os invertebrados são o seu principal alimento.

O acasalamento ocorre dentro de água. Apesar do ritual de acasalamento no habitat natural não ser bem conhecido, sabe-se que o macho só está apto a produzir esperma aos sete anos de idade. Estima-se que o tempo de gestação seja de um mês, comparando os ornitorrincos com as equidnias (a única outra espécie de mamífero que também põe ovos). As crias são alimentadas numa toca, nas margens dos rios, durante três a quatro meses. Como a mãe ornitorrinco não têm tetas, os bebés sugam o leite através dos poros situado entre os pêlos, ou pressionando a pele e bebendo o que escorre pela pelagem.

Actualmente existe apenas uma espécie de ornitorrinco, a Ornithorhynchus anatinus, no entanto, conhecem-se três famílias, duas das quais extinguiram-se ainda na pré-história. É o representante actual de um ramo de mamíferos que se diversificou no Cretácio inferior, mas não está relacionada com os mamíferos placentários. É uma espécie totalmente separada.

Tópicos: Animais Selvagens, Mamíferos, Mamíferos Aquáticos

Gostou deste artigo?

Encontre-nos no Facebook ou no Twitter e junte-se à conversa!

Receba mais conteúdos por email

Assine a Newsletter e receba os principais conteúdos no seu email.

Assinar Newsletter »
Ir para o topo