Modalidades Equestres: Ensino

Modalidades Equestres: Ensino

Modalidades Equestres:

Desde a altura em que o Homem domesticou os primeiros cavalos, o conceito “Ensino do cavalo” tem vindo a evoluir e a aperfeiçoar-se.

Os antigos Gregos foram os primeiros a preocupar-se com o ensino dos seus cavalos, visando uma melhor performance destes no campo de batalha.

Esta disciplina exige alguns conhecimentos para que possa ser devidamente apreciada pela generalidade dos seus espectadores. É a grande base de toda a equitação. No seu essencial deve existir uma ligação perfeita entre cavalo e cavaleiro, demonstrada ao um júri que atribui classificações aos diferentes exercícios, segundo critérios de avaliação bastante rigorosos.

A atitude do cavalo, a submissão ao cavaleiro, a calma, a correcção com que os diferentes exercícios são executados, tudo isto aliado a uma boa postura do cavaleiro, ás ajudas dadas de maneira quase imperceptível, tudo isto conta para uma avaliação dada pelos juízes que se encontram posicionados na pista.

É apaixonante observar os conjuntos a efectuar os diferentes exercícios, desde as transições nos três andamentos até aos exercícios realizados dentro de cada andamento.

As provas de ensino têm vários níveis de dificuldade que correspondem ao nível de ensino e aptidão do cavalo e cavaleiro. Os vários tipos de provas têm exigências bem diferenciadas, permitindo assim a participação de cavalos e cavaleiros desde juvenis e iniciados até ao nível olímpico.

Temos então as várias provas de ensino existentes:

Preliminar 1
P2
P3

Elementar 1
E2
E3

Média 1
M2
M3

Complementar 1
C2
C3

São Jorge

Nível Olímpico

KUR (prova de ensino com musica escolhida pelo cavaleiro, assim como os vários exercícios).

As provas de ensino são realizadas numa pista (Carriere) rectangular, com as dimensões de vinte por sessenta metros, com 12 letras a marcar pontos específicos ao longo da vedação, que indicam o local preciso onde se começa ou acaba um determinado exercício.

A classificação final é dada em percentagem. O conjunto com a maior percentagem será o vencedor.

Um grupo de juízes avalia o desempenho do conjunto, atribuindo notas a cada exercício. Zero se o exercício não for executado, 10 (se o exercício for excelentemente realizado).

Este artigo foi publicado na Revista nº4 do Mundo dos Animais, em Dezembro de 2007, com o título “Modalidades Equestres – Ensino”.

Tópicos: Cavalos, Animais de Quinta, Artigos em Destaque