Cães e Gatos Dadores de Sangue

Animais dadores de sangue

As transfusões de sangue em animais tem evoluído muito favoravelmente nos últimos anos.

Essa evolução tem permitido salvar a vida a diversos animais, vítimas de doenças (como anemias e outros problemas de sangue) ou de acidentes/traumatismos que necessitem urgentemente de sangue para sobreviverem. Uma transfusão de sangue é, em muitos casos, o que separa a vida da morte de um animal.

No entanto, tal como acontece connosco, as transfusões só são possíveis com a ajuda de dadores.

Existem perigos para o meu animal?

Não existem perigos relevantes para o seu animal, uma vez que o processo da doação de sangue é feito de forma cautelosa e obedecendo a critérios rígidos (veja mais em baixo).

Numa doação, apenas uma pequena porção do sangue é retirado, num processo não doloroso e que também não demora mais de uma hora. Apenas é cortado um pouco de pêlo na região do pescoço onde é efetuada a colheita.

Benefícios de doar sangue

A doação de sangue é essencialmente um ato de solidariedade.

Tal como acontece no nosso caso, a qualquer momento o nosso animal de estimação pode vir a precisar de uma transfusão e, só a existência da mesma, doada por “alguém”, o poderá ajudar. Ao inscrever o seu animal como doador de sangue, está a salvar a vida de outros animais.

Além disso, alguns hospitais veterinários, como é o caso do Hospital Veterinário de Almada, oferecem regalias aos animais que são doadores de sangue, como a vacinação ou desparasitação regular. No Banco de Sangue Animal são também oferecidos despistes de doenças infecciosas, colocação de microship e exames físicos gerais.

Uma só doação de sangue por parte de um cão ou de um gato permite ajudar até quatro animais da mesma espécie.

Requisitos para ser doador de sangue

De forma a minimizar os riscos, tornar o processo seguro, livre de agentes infecciosos e proporcionar o melhor cuidado tanto para o dador como para o receptor, cães e gatos têm critérios específicos para poderem doar sangue.

Cães

  • Saudável, calmo e simpático;
  • Peso superior a 30 kg;
  • Idade entre 1 e 8 anos;
  • Sem doenças infecciosas;
  • Vacinado e desparasitado;
  • Não tomar qualquer medicação além dos desparasitantes;
  • Sem história de doença grave;
  • Não apresentar sopro cardíaco;
  • Não ter realizado qualquer transfusão.

Gatos

  • Saudável, calmo e simpático;
  • Peso superior a 3,5 kg;
  • Idade entre 1 e 8 anos;
  • Indoor a 100% (viver exclusivamente dentro de casa);
  • Apenas alimentado com dieta comercial;
  • Sem doenças infecciosas;
  • Vacinado e desparasitado;
  • Não tomar qualquer medicação além dos desparasitantes;
  • Sem história de doença grave;
  • Não apresentar sopro cardíaco.

Os critérios poderão variar ligeiramente de hospital para hospital, no entanto estes são os guias gerais e que servem de base ás doações.

Bancos de sangue veterinários

Os bancos de sangue veterinários são os locais onde se fazem as colheitas e se armazena o sangue doado pelos animais, mantendo-se em reserva até que sejam necessários, o que permite uma resposta rápida em caso de urgência.

Consulte os hospitais veterinários, divididos por localidades, que fazem parte do Banco de Sangue Animal. Visite também a página do Banco de Sangue do Hospital Veterinário Principal, e leia o folheto (em PDF) do Banco de Sangue Veterinário do Hospital Veterinário Central para mais informação.

Caso queira inscrever o seu animal de estimação como dador de sangue, ou tiver dúvidas sobre a doação e os locais mais perto de si onde o pode fazer, por favor consulte o médico veterinário assistente do seu animal, que lhe saberá dar todas as indicações necessárias.

Tópicos: Saúde Animal, Gatos, Cães, Animais de Estimação, Artigos em Destaque