Como Eliminar Pulgas em Cães e Gatos

Eliminar pulgas em cães e gatos

As pulgas são um dos maiores pesadelos que assombram os donos de cães e gatos.

Principalmente nos meses mais quentes, como no Verão, conseguem infestar rapidamente um animal e a casa inteira onde ele vive. Não é por acaso que a pulga é “apenas” o parasita externo mais comum que existe em cães e gatos.

Apesar de ser uma praga mais antiga que o próprio ser humano, muitas pessoas com animais de estimação não sabem como eliminar as pulgas de forma segura e eficaz. Existe uma vasta gama de produtos destinados a eliminar pulgas, mas só funcionam quando bem escolhidos tendo em conta o animal, o ambiente e as diferentes etapas da infestação. Uma má escolha do produto pode inclusive colocar em risco a saúde do seu amigo, pelo que não deve descuidar este assunto.

Mas então, o que é preciso fazer para conseguir acabar com as pulgas?

Neste artigo, vamos indicar-lhe quais as melhores soluções para o conseguir, mas primeiro, precisa de “conhecer o inimigo”: o que são pulgas, os seus hábitos, ciclo de vida e como se propagam no seu animal e na sua casa. Aconselhamos a ler o artigo completo – infelizmente não existem atalhos rápidos ou soluções instantâneas, mas quanto melhor você conhecer as pulgas, melhor as conseguirá eliminar e prevenir que reapareçam.

O que são pulgas?

Pulgas em gatoAs pulgas são insetos que gostam de temperaturas quentes, humidade e que se alimentam do sangue (hematófagos) de animais com sangue quente, especialmente cães, gatos, coelhos, esquilos, guaxinins, ratos e sim, seres humanos. Apesar de poderem parecer todas iguais – castanhas escuras e do tamanho da cabeça de um alfinete – já foram descritas mais de duas mil espécies de pulgas em todo o mundo.

Uma das principais características das pulgas é a sua enorme capacidade de salto: conseguem catapultar-se até cerca de 200 vezes o seu próprio tamanho. Quando encontra uma pulga e a tenta apanhar, o salto é a sua arma de defesa para escapar.

Uma pulga pode viver até um ano (ou mais em determinadas condições) e, no caso das fêmeas, pôr mais de dois mil ovos durante a sua vida. Não admira que o número de pulgas numa infestação aumente tão rapidamente.

Como se transmitem e propagam?

As pulgas transmitem-se através do contacto com animais infetados ou com ambientes onde elas estejam presentes. As pulgas que parasitam cães e gatos não estão relacionadas com qualquer tipo de classe social ou condições de higiene, pois basta passear com o seu cão num jardim onde tenha passado anteriormente outro animal com pulgas, para as poder trazer para casa.

Uma vez em casa, basta uma pulga fêmea colocar ovos para dar início à infestação.

Ciclo de vida das pulgas

Os ovos caem do pêlo do seu animal e ficam instalados em frestas de soalho, carpetes, a cama do animal, o seu jardim (se for o caso), ou outros locais menos acessíveis. Estes ovos desenvolvem-se e deles nascem larvas, que se deslocam para locais quentes ao abrigo da luz, sendo as frestas dos soalhos os seus locais de eleição.

As larvas vão-se alimentando da matéria orgânica que encontram pelo chão, principalmente no pó. Estas larvas evoluem para um casulo, onde aguardam condições favoráveis para eclodir. Basta pressentirem um ligeiro aumento de temperatura, ou a respiração (dióxido de carbono) de um animal, para eclodirem em pulgas adultas.

Como o ciclo de vida das pulgas – desde o ovo à pulga adulta – está dependente das condições que encontra no meio, a limpeza e desinfeção da casa é um dos passos mais importantes para as eliminar. Já lá vamos.

Quais os perigos das pulgas para a saúde?

As pulgas não são simplesmente parasitas incómodos. Podem mesmo causar doenças e transmitir parasitas internos:

  • A saliva que a pulga injeta para melhor sugar o sangue, pode provocar irritação, eczemas e outras doenças cutâneas, como a DAPP (Dermatite Alérgica à Picada da Pulga);
  • Se o número de pulgas for elevado, o animal pode ficar anémico devido à quantidade de sangue perdida;
  • As pulgas podem transmitir parasitas internos como é o caso do verme intestinal Dipylidium caninum, que além de infetar o intestino dos cães e dos gatos, também é transmitido a seres humanos, em especial crianças;
  • O constante desassossego do animal, em stress com a comichão incessante, pode levar o animal a comer menos, tornar-se deprimido e até agressivo, dependendo da sua personalidade.

Como eliminar as pulgas

Como eliminar as pulgas

Um dos erros que as pessoas frequentemente cometem ao tentar eliminar as pulgas, é só desparasitarem os seus animais.

A verdade é que quando encontra uma pulga no pêlo do seu animal, isso significa muito provavelmente que a sua casa já terá uma infestação em curso, em particular de ovos e larvas. Dizem as estimativas que os animais possuem apenas entre 5 a 10% das pulgas presentes em casa.

Portanto vamos começar a desinfestação por eliminar as pulgas do ambiente / casa.

Em casa

Eliminar pulgas dentro de casa

  • Aspire tudo o que for possível: chão (principalmente frinchas), carpetes, móveis (por baixo e nos cantos), caixas de transporte, tapetes, almofadas, sofás, porão (se for o caso), etc;
  • Tenha especial atenção em zonas mais húmidas e que não estejam muito expostas à luz do Sol, pois é onde as larvas se refugiam até se tornarem pulgas adultas;
  • Quando terminar de aspirar, coloque o saco do aspirador dentro de outro saco ou recipiente isolado (para evitar fuga de pulgas) e deposite-o fora de casa no ponto de recolha de lixo habitual;
  • Lave toda a roupa em que o animal tenha estado em contacto, em especial das camas (a dele e a sua), com água bem quente;
  • Note que a eliminação das pulgas pode demorar um par de semanas ou mesmo um mês, pelo que as lavagens e aspirações devem ser repetidas com frequência até que não existam quaisquer pulgas no ambiente;
  • Se for uma infestação mais grave, poderá ter de recorrer a um inseticida antipulgas em casa, sendo mais recomendado o Biokill. Caso escolha outro produto, tenha muita atenção aos rótulos para se certificar que não corre o risco de intoxicação de pessoas e animais;
  • Em casos de gravidade extrema, recorrer aos serviços de uma empresa de desinfestação poderá ser necessário.

Nos animais

Antipulgas para cães e gatos

A desparasitação nos animais deve começar após ter feito a primeira aspiração e limpeza em casa. Todos os cães e gatos em casa devem ser tratados, mesmo que acredite que apenas um deles está com pulgas.

Tenha atenção que alguns antipulgas para cães, como o Advantix e o Pulvex, são altamente tóxicos para gatos. Os gatos são particularmente sensíveis a certas substâncias e facilmente intoxicáveis.

Certifique-se que o produto que vai utilizar é 1) de uso veterinário e 2) indicado para o animal que pretende desparasitar. Consulte primeiro o seu veterinário para dissipar qualquer dúvida.

Os melhores produtos antipulgas para cães e gatos

Apesar de existirem diversos tipos de produtos, não aconselhamos o uso de sabonetes ou champôs antipulgas (salvo recomendação do seu veterinário), devido ao fraco efeito residual assim que é enxaguado e por alguns riscos associados a animais idosos ou debilitados. Tenha também especial cuidado com talcos antipulgas ou outros venenos inseticidas, pois podem ser tóxicos para os animais e criar problemas sérios, inclusivamente fatais.

De seguida deixamos-lhe uma breve apresentação dos produtos antipulgas mais seguros e recomendados:

Advantage para gatos e cães

Advantage

Cães: Sim
Gatos: Sim
Tipo: Pipeta
Eficaz contra: Pulgas (adultas e larvas) e piolhos
Saber mais: BayerVet (Portugal) | BayerPet (Brasil)

Frontline para gatos e cães

Frontline

Cães: Sim
Gatos: Sim
Tipo: Pipeta
Eficaz contra: Pulgas (adultas, larvas e ovos), carraças e piolhos
Saber mais: Frontline (Portugal) | Frontline (Brasil)

Program para cães

Program

Cães: Sim
Gatos: Sim (Program S7)
Tipo: Comprimidos, ampolas ou injetáveis
Eficaz contra: Pulgas (apenas larvas e ovos)
Saber mais: Novartis (Brasil)

Advantix para cães

Advantix

Cães: Sim
Gatos: Não
Tipo: Pipeta
Eficaz contra: Pulgas (adultas e larvas) e carraças
Saber mais: BayerVet (Portugal)

Pulvex para cães

Pulvex

Cães: Sim
Gatos: Não
Tipo: Pipeta
Eficaz contra: Pulgas (adultas), carraças, piolhos e mosquitos
Saber mais: Pulvex Spot-On (Portugal) | Pulvex Pour-On (Brasil)

Coleira Scalibor para cães

Scalibor

Cães: Sim
Gatos: Não
Tipo: Coleira
Eficaz contra: Pulgas (adultas), carraças e mosquitos (previne algumas doenças nos cães como a Leishmaniose)
Saber mais: Scalibor (Portugal) | Scalibor (Brasil)

Como prevenir o reaparecimento das pulgas?

Evitar reaparecimento das pulgas

Após eliminar com sucesso as pulgas do seu animal e da sua casa, deve adotar medidas preventivas para que estas não reapareçam. Como em muitos problemas, a prevenção é o melhor remédio.

Existem algumas dicas práticas que pode aplicar, para evitar que as pulgas voltem a entrar em sua casa. Nomeadamente:

  • Manter o ambiente limpo e arejado, evitando a humidade excessiva;
  • Aspirar frequentemente a casa e ter especial atenção a cestas e roupas em contacto com os animais (como as camas deles);
  • Encerar os soalhos, pois a cera é tóxica para as pulgas;
  • No jardim / exterior, pode aplicar produtos biodegradáveis contra pulgas.

Quanto ao seu animal, certifique-se de que lhe dá banho frequentemente (nos cães, menos frequente nos gatos) e de que não entra em contacto com outros animais que possam ter pulgas.

Caso tenha dúvidas sobre qual o produto mais aconselhável para o seu animal, ou se o seu animal foi afetado por outros problemas associados a uma infestação de pulgas (como alergias e parasitas internos), deve consultar o veterinário assistente, que saberá qual a melhor estratégia a adotar.

Atenção: Este artigo é meramente informativo e não substitui a consulta no médico veterinário. O(A) autor(a) e o Mundo dos Animais não se responsabilizam pela utilização indevida destas informações.

Tópicos: Tratamento e Manutenção de Gatos, Treino e Manutenção de Cães, Saúde Animal, Gatos, Cães, Animais de Estimação, Artigos em Destaque