Fóssil da Primeira Fêmea de Lagarto Grávida

Yabeinossaurus

Fóssil de Yabeinossaurus

Foi descoberto um fóssil de uma fêmea de lagarto grávida com mais de 120 milhões de anos, sendo assim o mais antigo fóssil deste género alguma vez encontrado. Descoberto na China, tem 30 centímetros de comprimento e está bastante completo.

Segundo os investigadores da University College London (UCL), que estudaram este fóssil, a fêmea estava a poucos dias de dar à luz quando morreu.

O que torna este fóssil ainda mais interessante, é o facto de este lagarto ser vivíparo, ou seja, tinha embriões dentro do corpo, em vez de ovos. Atualmente, apenas 20% dos lagartos e cobras pertencem a este grupo.

Yabeinossaurus grávida

Fóssil de Yabeinossaurus grávida (embriões numerados de 1 a 16)
Imagem: WANG Yuan

“Não dei grande importância ao fóssil quando o vi pela primeira vez” disse a professora Susan Evans, da UCL.

Mas quando o colega, Yuan Wang, da Chinese Academy of Sciences, examinou o fóssil, descobriu pelo menos 15 embriões totalmente formados (detalhe na imagem acima), e com um estado de preservação tal que até os dentes dos embriões eram possíveis visualizar.

Yabeinossaurus grávida

A cabeça de dois embriões “head of baby 1” e “head of baby 2”
Créditos: Susan Evans / UCL

Até este momento, só eram conhecidos lagartos vivíparos marinhos, pelo que os cientistas acreditavam que a viviparidade era exclusiva às espécies aquáticas, como o conhecido Ichthyosaurus.

No entanto este lagarto, identificado como Yabeinossaurus, provavelmente conseguiria nadar, o que faria sentido, pois uma vez que carregava as crias no ventre e isso lhe limitava a agilidade, teria de arranjar outras formas de escapar aos predadores – como lançar-se à água.

Mais informação (em inglês):

Tópicos: Animais Pré-Históricos