Fotos: Animais da Floresta de Boni-Dodori

Babuínos-amarelos (Papio cynocephalus)

Fotografia: Zoological Society of London

Grandes felinos, um raro antílope e outros animais foram apanhados por câmaras ocultas que revelaram os mamíferos de uma região altamente inacessível da floresta de Boni-Dodori, no Quénia, entre o rio Tana e a fronteira da Somália.

Para a realização desta pesquisa, foram instaladas 52 câmaras ocultas ao longo de dois mil quilómetros quadrados, tendo resultado em cerca de 3.300 fotografias.

A pesquisa é da autoria dos conservacionistas do Zoological Society of London (ZSL), Kenyan Wildlife Service (KWS), Whitley Wildlife Conservation Trust (WWCT) e National Museums of Kenya.

Leopardo-africano (Panthera pardus pardus)

Fotografia: Zoological Society of London

Um curioso leopardo-africano (Panthera pardus pardus) espreita a câmara fotográfica. O leopardo-africano é um grande felino nativo de África, habitando especialmente a África subsariana. Encontra-se quase ameaçado (IUCN).

Duiker-de-ader ou duiker-de-zanzibar (Cephalophus adersi)

Fotografia: Zoological Society of London

O duiker-de-ader ou duiker-de-zanzibar (Cephalophus adersi) é um pequeno e raro antílope, cuja população desceu de 5.000 para 1.000 animais nas últimas duas décadas. As câmaras fotográficas de Boni-Dodori revelaram que a população do duiker-de-ader nesta floresta é a maior existente, sendo por isso “a linha de sobrevivência deste antílope criticamente ameaçado”, segundo disse o biólogo Rajan Amin da Zoological Society of London. Encontra-se em perigo critico de extinção (IUCN).

Porco-espinho (Hystrix cristata)

Fotografia: Zoological Society of London

O porco-espinho-de-crista-africano (Hystrix cristata) foi um dos animais que mais vezes apareceu nas fotografias captadas durante esta investigação. É um animal de hábitos noturnos e monogâmicos, que pode ser encontrado no norte de África, África subsariana, Itália e Sicília. Encontra-se em estado pouco preocupante (IUCN).

Babuínos-amarelos (Papio cynocephalus)

Fotografia: Zoological Society of London

Um grupo de babuínos-amarelos (Papio cynocephalus) muito curiosos com uma das câmaras fotográficas. Da família dos macacos do velho mundo, tem hábitos diurnos, é omnívoro e dotado de grande capacidade adaptativa, inclusive em habitats considerados adversos para outros animais, como regiões exploradas por seres humanos. Tal capacidade faz dos babuínos um dos primatas africanos mais bem sucedidos. Encontra-se em estado pouco preocupante (IUCN).

Caracal ou lince-do-deserto (Caracal caracal)

Fotografia: Zoological Society of London

Fotografia de um caracal ou lince-do-deserto (Caracal caracal), um felino selvagem com cerca de 65 centímetros de corpo e mais 30 centímetros de cauda. O aspeto mais distintivo do caracal e que deu origem ao seu nome, é o tufo de pêlo longo e negro que se expande por trás de cada orelha, uma característica que partilham com os linces. Encontra-se em estado pouco preocupante (IUCN).

Elefante-africano (Loxodonta africana)

Fotografia: Zoological Society of London

Um elefante-africano (Loxodonta africana) avança pela floresta. O habitat destes grandes animais está a ficar mais pequeno, à medida que as pessoas devastam as árvores para criarem terrenos agrícolas. Esta perda de habitat leva, por sua vez, a um aumento do conflito humano-animal, uma vez que os elefantes (e outros animais) se vêm obrigados a aproximar-se e mesmo atravessar vilas e aldeias humanas. Encontra-se vulnerável (IUCN).

Leão-africano (Panthera leo)

Fotografia: Zoological Society of London

O leão-africano (Panthera leo) ainda dispõe de cerca de 4,5 milhões de quilómetros quadrados de habitat no continente africano, mas a verdade é que o seu número tem vindo a diminuir de forma preocupante. Estes leões são mortos de forma indiscriminada pelas pessoas que se sentem (ou ás suas propriedades) ameaçadas, ao qual se junta a diminuição de presas que necessitam para se alimentarem. Encontra-se vulnerável (IUCN).

Tópicos: Animais em Extinção, Conservação, Fotos de Animais Selvagens, Mamíferos, Animais Selvagens, Fotografia Animal, Artigos em Destaque