Morreu George, o Solitário, Mas a Lista é Maior

Animais em risco de extinção

Fotografia: Arturo de Frias Marques / via Wikimedia Commons

A morte de George, o último exemplar da sua subespécie, teve eco por todo o mundo. Demonstrou (mais uma vez) que o desaparecimento de espécies inteiras não é algo que se apregoe, nem uma teoria alarmista, mas algo que acontece à frente dos nossos olhos.

George era o solitário, porque não existia no mundo mais nenhuma tartaruga da sua subespécie – na verdade, até encontrarem o George em 1971, estes animais já se julgavam extintos. Mas na lista de animais em sério risco de desaparecer, o George era apenas um nome entre muitos. Tigres, pandas, baleias e muitos outros animais podem seguir o mesmo caminho.

1. George – Tartaruga gigante da ilha de Pinta (extinto)

Tartaruga gigante da ilha de Pinta

Fotografia: via Discovery News

Estimava-se que o George tivesse atualmente cerca de 100 anos. Apesar de ser uma idade respeitável, a sua morte no dia de ontem, 25 de Junho, pode ser considerada prematura e algo surpreendente, uma vez que estes animais podem viver mais de 150 anos. O corpo, já sem vida, foi encontrado por Fausto Llerena, tratador do George há mais de 40 anos. A causa da morte ainda não foi apurada.

2. Baleia azul (em perigo)

Baleia azul

Fotografia: via Discovery News

A baleia azul é o maior animal existente e um dos maiores animais que já viveu no nosso planeta, chegando a medir quase 30 metros e a pesar acima de umas impressionantes 120 toneladas. Estes animais foram caçados praticamente até ao seu desaparecimento total e, apesar da caça aos mesmos ter sido banida desde 1966, a recuperação da espécie tem sido excecionalmente lenta.

3. Panda gigante (em perigo)

Panda gigante

Fotografia: via Discovery News

O panda gigante é universalmente conhecido pelo bonito padrão do seu pelo e o seu comportamento dócil e gentil. É um ícone carismático de conservação mas está ameaçado pela perda de habitat. Grandes porções de floresta na China foram devastadas para fins agrícolas e exploração de madeira, deixando os pandas numa situação preocupante.

4. Tigre (em perigo)

Tigre

Fotografia: via Discovery News

O tigre – bem como os grandes felinos em geral – é um dos símbolos mais emblemáticos dos esforços de conservação da vida selvagem atualmente. A caça ilegal e a perda de habitat são as duas maiores ameaças e sem medidas de conservação fortes, podemos perder este animal extraordinário.

5. Orangotango da Sumatra (em perigo crítico)

Orangotango da Sumatra

Fotografia: via Discovery News

Mais de 80% da floresta da Sumatra desapareceu nos últimos anos, devido à extração ilegal de madeira, exploração mineira e conversão para campos agrícolas. O orangotango da Sumatra está, assim, criticamente ameaçado de extinção.

6. Rinoceronte negro (em perigo crítico)

Rinoceronte negro

Fotografia: via Discovery News

Apesar do nome, o rinoceronte negro é cinzento. Foi caçado até quase ter desaparecido por completo, devido ao seu chifre impressionante muito requisitado pela medicina tradicional chinesa e para produção de armas brancas no Yemen. Todos os anos continuam a ser mortos centenas de rinocerontes, apesar dos esforços de conservação.

7. Águia das Filipinas (em perigo crítico)

Águia das Filipinas

Fotografia: via Discovery News

A maior águia do mundo é também a ave de rapina mais ameaçada do planeta. O declínio dramático foi provocado pela destruição do seu habitat, com vastas áreas de floresta nas Filipinas devastadas para desenvolvimento comercial e cultivo.

8. Kakapo (em perigo crítico)

Kakapo

Fotografia: via Discovery News

O kakapo é um papagaio noturno, que tem como principal característica / curiosidade não ser capaz de voar, tornando-o numa ave verdadeiramente única. A introdução de outras espécies no seu habitat, na Nova Zelândia, não está a deixar espaço de manobra para esta espécie sobreviver. Programas de conservação tem sido aplicados para transferir estas aves para outras ilhas livres de predadores, mas a espécie continua criticamente ameaçada.

9. Tartaruga de pente (em perigo crítico)

Tartaruga de pente

Fotografia: via Discovery News

A sua atraente carapaça tornou a tartaruga de pente num alvo comercial. Além da carapaça, existe mercado ilegal para os ovos, para a carne e até para os bebés, que são mortos, embalsamados e oferecidos como “presente exótico”. Como se não bastasse, esta tartaruga é particularmente sensível ás alterações climáticas que têm ocorrido nos últimos anos.

10- Rã Hylomantis lemur (em perigo crítico)

Rã Hylomantis lemur

Fotografia: via Discovery News

Esta rã está especialmente adaptada a viver nas árvores, com uma superfície aderente nos seus dedos. Os ovos são depositados nas folhas e quando eclodem, as larvas caem na água que se encontra por baixo. A espécie já foi considerada relativamente comum na Costa Rica, mas a perda de habitat – devastação das florestas – fez com que a maioria das populações desta espécie já tenham desaparecido.

11. Tubarão martelo recortado (em perigo)

Tubarão martelo recortado

Fotografia: via Discovery News

Esta espécie de tubarão martelo sofreu declínios que em algumas zonas do Oceano Atlântico atingiram os 95%, nos últimos 30 anos. As principais causas de tão acentuado desaparecimento são a pesca excessiva e o mercado da barbatana de tubarão, para o qual estes tubarões são particularmente requisitados.

Tópicos: Tartarugas e Cágados, Animais Extintos Recentemente, Animais em Extinção, Conservação, Animais Selvagens