Vítimas de Ataques Protegem Tubarões

Vítimas de Ataques Protegem os Tubarões

Fotografia: Pew Environment Group

Os tubarões têm novos defensores: nada mais nada menos que vitimas sobreviventes de ataques, reunidos com o propósito de auxiliar a conservação das espécies mais ameaçadas de tubarões por todo o mundo e alertar para os perigos que o desaparecimento dos mesmos trariam ao ecossistema marinho.

São pessoas cujas vidas foram radicalmente alteradas pelos acidentes ocorridos nas águas com tubarões: sujeitos a cirurgias, longos períodos de reabilitação física, muitas vezes a aprender a viver sem um braço ou sem uma perna como se pode ver na imagem. Mas sobretudo, com a capacidade e a humanidade de perdoar os animais que lhes alteraram as vidas e de unirem forças para os proteger no nosso mundo.

Debbie Salomone e mais 8 sobreviventes têm lutado por mais protecção aos tubarões, fazendo parte da campanha de conservação global do tubarão da Pew Environment Group – que hoje mesmo lançou outra campanha de “papeis invertidos” com pescadores a reclamar mais protecção para os peixes.

A conservação dos tubarões é uma tarefa onde pouco está feito e muito há para se fazer. Este ano, 2011, comemora-se o 10º aniversário do compromisso internacional das Nações Unidas para o desenvolvimento de planos para proteger estes animais, com poucos resultados práticos nesta década. Poucos países cumpriram o compromisso de desenvolver planos e, aqueles que os desenvolveram, não os implementaram na totalidade e a eficácia ficou aquém das expectativas.

Factos e Números:

  • 1/3 de todas as espécies de tubarões estão ameaçadas de extinção;
  • 73 milhões de tubarões são mortos anualmente, grande parte devido ao lucrativo comércio de barbatana de tubarão;
  • 20 países são responsáveis por 80% da caça do tubarão – Indonésia, Índia, Espanha e Taiwan representam mais de 35%;
  • 13 desses 20 países desenvolveram planos de protecção, mas a sua implementação é pouco clara e de eficácia desconhecida.

Tópicos: Tubarões, Peixes, Conservação