Imagens da Semana: 14 – 20 Fevereiro 2016

Numa semana marcada pela morte totalmente desnecessária de um golfinho numa praia argentina, temos momentos de maior inspiração como a adoção de uma cachorrinha que sobreviveu por milagre, pelo homem que primeiro a socorreu, ou o abraço tão revelador do chimpanzé Ponso a uma visita humana na ilha onde vive só.

Golfinho morre por causa de selfies

Fotografia: Hernan Coria

A fotografia que acaba por marcar esta semana — e pelos piores motivos. Um golfinho bebé que se aproximou demasiado de uma praia argentina, foi apanhado pelos banhistas que o retiraram da água para tirar selfies com ele e o passar de mão em mão, como se de um troféu se tratasse. O animal, um raro golfinho-do-rio-da-prata (Pontoporia blainvillei) não resistiu e morreu de desidratação.

Cachorra adotada após ter sido atropelada por comboio

Fotografia: BARCS Animal Shelter / via Facebook

Uma cachorrinha pit bull no momento em que é adotada pelo polícia que a salvou. A cachorra, chamada Molly, sobreviveu miraculosamente depois de ter sido atropelada por um comboio em Baltimore, no estado norte-americano de Maryland. Logo após o acidente, em que perdeu uma pata, parte da cauda e um grande volume de sangue, o polícia Kevin McMullen saltou para a linha e levou-a de imediato ao veterinário, onde foi operada de urgência. Depois de uma recuperação acima das expetativas, a Molly foi adotada pelo seu herói e pela namorada, que já tinham três cães em casa.

Salvamento de um sauim-de-coleira (Saguinus bicolor)

Fotografia: Batalhão de Policiamento Ambiental / via Facebook

Um pequeno sauim-de-coleira resgatado no Norte de Manaus pelo Batalhão de Policiamento Ambiental, depois de ter sido encontrado por um morador com ferimentos. O sauim foi encaminhado para o Refúgio da Vida Silvestre Saium Castanheiras para receber tratamento veterinário. O sauim-de-coleira (Saguinus bicolor) é um primata nativo da Amazónia brasileira e encontra-se em perigo de extinção devido à perda de habitat.

Panda-vermelho no Darjeeling Zoo

Fotografia: Surendra Pradhan, National Geographic Your Shot

Um panda-vermelho parece estar imerso nos seus pensamentos no Darjeeling Zoo, em Bengala Ocidental, na Índia. Este zoológico tem um programa de reprodução e conservação de pandas-vermelhos desde 1994 e possui atualmente seis machos e seis fêmeas. O panda-vermelho (Ailurus fulgens) é uma espécie ameaçada de extinção e a sua população selvagem é inferior a 10 mil indivíduos.

Elefante bebé aprende a segurar o seu biberão

Fotografia: Wild Is Life / via Facebook

Uma elefante bebé exibe orgulhosamente a sua nova habilidade: segurar sozinha o seu próprio biberão. Moyo tem dois anos de idade e vive no santuário Wild Is Life, no Zimbabwe, desde que foi encontrada com poucos dias de vida, arrastada por um rio que a separou da sua família. Veja aqui o vídeo que o staff do santuário dedicou à Moyo para celebrar o seu segundo aniversário.

Chimpanzé abraça conservacionista

Fotografia: Estelle Raballand / via Facebook

Um abraço profundamente humano entre o chimpanzé Ponso e a conservacionista Estelle Raballand, numa ilha da Costa do Marfim. A vida tem sido dura com o chimpanzé Ponso, que passou anos como cobaia de um laboratório até ser abandonado, juntamente com outros chimpanzés cobaias, em ilhas que não têm recursos naturais para sequer se alimentarem — ficando dependentes da boa vontade das pessoas. Em 2013 a família do Ponso morreu com poucos dias de intervalo, o que o deixou sozinho e isolado nos últimos três anos. Os outros chimpanzés cobaias também já tinham morrido. Por tudo isto, não deixa de ser emocionante que receba um ser humano de forma tão… humana.

Orangotango bebé abraçado à mãe

Fotografia: International Animal Rescue

Um orangotango bebé não larga a sua mãe, anestesiada por uma equipa de veterinários numa operação de salvamento nas florestas de Bornéu. A mãe, com cerca de 20 anos, perdeu o habitat e acesso a comida devido a um incêndio florestal e estava extremamente desnutrida, sem sequer conseguir produzir leite para o filhote. Segundo os veterinários da International Animal Rescue, o par não teria conseguido sobreviver mais uma semana sem ajuda. Destacaram ainda a resiliência desta cuidadosa mamã: sem poder imaginar que aquelas pessoas eram amigas e não uma ameaça, resistiu ao primeiro e ao segundo tranquilizantes na tentativa de proteger o bebé. Foi preciso um terceiro disparo para finalmente adormecer e a equipa poder avançar com a ajuda.

Cavalo-marinho

Fotografia: Davide Lopresti / Underwater Photographer of the Year 2016

Um cavalo-marinho protagoniza a fotografia vencedora dos prémios de fotografia subaquática de 2016, da autoria de Davide Lopresti e capturada em Trieste, Itália. Uma das maiores ameaças aos cavalos-marinhos é a medicina tradicional chinesa, para a qual são mortos cerca de 20 milhões de cavalos marinhos anualmente.

Nova espécie de aranha-chicote

Fotografia: Giupponi et al.

Uma das oito novas espécies de aranha-chicote, também conhecidas como amblipígios, descobertas na Amazónia e descritas agora num estudo publicado na revista cientifica PLOS One. Apesar de serem chamadas popularmente aranhas-chicote, não são aranhas mas sim parentes próximas. Não mordem, não são venenosas, não produzem teia e têm como principal característica o primeiro par de pernas extremamente alongado, que não servem para andar mas sim como antena e estão sempre erguidos, tal como um chicote (daí o nome).

Tartaruga-comum

Fotografia: REUTERS / Regis Duvignau

Uma tartaruga-comum é observada pelos veterinários do Aquarium La Rochelle, em França, depois de ter sido arrastada para a praia pelas recentes tempestades. Os animais aqui resgatados são pesados, medidos e recebem o tratamento médico necessário, antes de serem devolvidos à natureza.

Aardvark bebé

Fotografia: Prague Zoo

Um aardvark bebé nascido no Prague Zoo, República Checa, dá o seu primeiro passeio no exterior, vigiado sempre de perto pela mãe. Também conhecido como oricteropo ou porco-da-terra, o aardvark (Orycteropus afer) é um mamífero africano que pode chegar a pesar 100 quilos. O período de gestação dos aardvarks dura sete meses, após os quais nasce um filhote com perto de dois quilos. O filhote deixa de mamar por volta dos três meses, mas vive junto à mãe durante cerca de um ano.

Tópicos: Imagens da Semana, Fotografia Animal