Imagens da Semana: 22 – 28 Janeiro 2017

O olhar de um orangotango-de-sumatra bebé que ficou órfão, o homem que alimenta gatos de rua há 22 anos sem falhar um dia e os cachorrinhos que sobreviveram à avalanche em Itália. Estas e muitas outras histórias nesta edição das imagens da semana.

Recorde também as melhores imagens de 2016.

Orangotango-de-sumatra órfão

Fotografia: Paul Hilton / via Instagram

O olhar profundamente desolador de um orangotango-de-sumatra bebé, cuja mãe foi mais uma das vítimas da indústria de óleo de palma — que se estima já ter levado as vidas de 20 mil orangotangos na última década. O orangotango-de-sumatra encontra-se em perigo critico de extinção.

Homem alimenta gatos de rua há 22 anos

Fotografia: Kathleen Schlentz

Willie Ortiz, um sucateiro de 76 anos residente em Connecticut, EUA, alimenta do seu bolso cerca de 70 gatos de rua todos os dias, desde há 22 anos. Além da alimentação, Ortiz assegura todos os cuidados veterinários que os gatos necessitem e esteriliza os recém-chegados.

O último passeio de um cão doente

Fotografia: Stephen Bradley / Bout Yeh

Depois de 15 anos como fiéis companheiros, Dave Wright e o seu cão George despediram-se com um último passeio pelos seus locais favoritos. George deixou de comer e os veterinários indicaram que o animal já estava muito velho para ser submetido a tratamentos. Durante o passeio, Wright pegou no animal de companhia ao colo, quando ele perdeu as forças para andar, e transportou-o ao longo do trajeto para que eles pudessem concluir a última caminhada juntos. George morreu na passada quarta-feira.

Tartaranhão-caçador (Circus pygargus) juvenil em recuperação no CERVAS

Fotografia: CERVAS

Um tartaranhão-caçador (Circus pygargus) juvenil em recuperação no CERVAS — Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens, em Gouveia, no distrito da Guarda. Durante o ano passado, o CERVAS acolheu 445 animais de 87 espécies, com destaque para andorinhões, corujas, melros, cegonhas e raposas.

Tartaruga-da-floresta-arakan

Fotografia: Turtle Conservancy

Uma extremamente rara tartaruga-da-floresta-arakan (Heosemys depressa) nasce no centro da Turtle Conservancy, na Califórnia, aumentando a esperança na conservação desta espécie. A tartaruga-da-floresta-arakan foi considerada extinta em 1908, tendo sido redescoberta num mercado em 1994. Encontra-se em perigo critico de extinção.

Lóris resgatados

Fotografia: International Animal Rescue

Um total de 27 lóris-de-java (Nycticebus javanicus) foram resgatados na Indonésia, depois de terem sido capturados na natureza para serem vendidos online. Os animais foram encontrados desidratados e com infeções oculares. O lóris-de-java é um primata que se encontra em perigo crítico de extinção, tendo sofrido uma queda populacional de 80% nos últimos 24 anos, precisamente devido ao tráfico de que são vítimas.

Um dos cães sobreviventes da avalanche em Itália

Fotografia: Vigili del Fuoco

Um dos três cachorrinhos que foram encontrados com vida no Rigopiano Hotel, em Itália, cinco dias depois da avalanche mortal que soterrou o hotel e matou 29 pessoas, provocando ainda 11 feridos. Apesar da tragédia, a descoberta destes cachorrinhos ajudou a elevar a moral das equipas de resgate. Veja aqui o vídeo.

Golfinho morto para captura de selfies

Fotografia: Andrea Frias / via Facebook

A história repete-se — mais um golfinho foi morto numa praia argentina depois de um grupo de banhistas ter decidido tirar selfies com o animal, em vez de o devolver ao mar. Segundo a organização não-governamental “Fundación Vida Silvestre”, trata-se de um golfinho franciscana, também chamado golfinho-do-rio-da-prata (Pontoporia blainvillei), um dos golfinhos mais pequenos do mundo e que só está presente nas costas da Argentina, Brasil e Uruguai.

Hipopótamo nasceu prematuramente

Fotografia: Cincinnati Zoo

Um hipopótamo-do-nilo bebé sob cuidados permanentes no Cincinnati Zoo, em Ohio, EUA, depois de ter nascido prematuramente, seis semanas antes do suposto. O bebé pesa apenas 13 quilos, menos 11 quilos do que o recém-nascido mais leve já registado desta espécie.

Polvo-vermelho

Fotografia: I. MacDonald

Um belíssimo polvo-vermelho do género Benthoctopus, fotografado a cerca de 2,5 quilómetros de profundidade no Golfo do México, durante o Censo da Vida Marinha.

Inseto pré-histórico descoberto em âmbar

Fotografia: George Poinar Jr., courtesy of Oregon State University

Embora pareça, ainda não foi desta que descobrimos vida extraterrestre, mas esta descoberta não deixa de ser interessante por isso. Trata-se de um inseto pré-histórico, que habitou o nosso planeta há cerca de 100 milhões de anos, descoberto agora em âmbar espetacularmente bem preservado. Com um ar alienígena, este inseto descoberto em Myanmar é tão bizarro que foi classificado numa ordem totalmente nova, Aethiocarenodea.

Até para a semana!

Tópicos: Imagens da Semana, Fotografia Animal