Imagens da Semana: 25 – 31 Outubro 2015

O programa “Cãoterapia” em São Paulo, a primeira observação de sempre de uma baleia-de-omura na natureza ou a curiosidade de gato a que nem os grandes felinos resistem, são alguns dos destaques no mundo dos animais esta semana.

Cãoterapia

Fotografia: Reprodução / TV TEM

Um dos cães do programa “Cãoterapia” procura ajudar uma criança a esquecer, por algum tempo, a sua doença. O programa, desenvolvido no Hospital da Criança e Maternidade, de São José do Rio Preto, em São Paulo, conta com a participação de quatro cães que visitam as crianças internadas uma vez por mês.

Cavalo visita dono no Hospital

Fotografia: SWNS

Frank Keat, de 80 anos e criador de cavalos desde os 15, a concretizar o seu último desejo: ver o seu último cavalo, Early Morn, de 5 anos. As enfermeiras do hospital onde Frank estava internado organizaram o emotivo encontro em Cornwall, no Reino Unido. Frank acabaria por falecer três dias depois.

Bezerrinha Pixie

Fotografia: Edgar’s Mission

Pixie, uma bezerrinha resgatada pela Edgar’s Mission com uma grave deformação nos membros anteriores, a receber uma das massagens diárias de reabilitação — e a retribuir com uns beijinhos amorosos.

Baleia-de-omura (Balaenoptera omurai)

Fotografia: Salvatore Cerchio et al / Royal Society Open Science

Uma baleia-de-omura observada na natureza pela primeira vez e que pode ver através deste vídeo. Uma das baleias mais misteriosas do mundo, a baleia-de-omura (Balaenoptera omurai) só foi identificada em 2003 e até agora só se sabia da sua existência através de cadáveres. O seu estado de conservação é desconhecido por insuficiência de dados.

Gecko da espécie Lygodactylus williamsi

Fotografia: Ben Birchall / PA

Um gecko da espécie Lygodactylus williamsi, criticamente ameaçada de extinção, sobre uma folha no zoológico de Bristol, em Inglaterra. Este gecko, juntamente com outros 165 geckos da mesma espécie, foram resgatados no Aeroporto de Heathrow, provenientes da Tanzânia e com destino ao mercado negro.

Raposa a treinar caça

Fotografia: Denis Dumoulin, National Geographic Your Shot

Uma jovem raposa a treinar técnicas de caça em Quebec, no Canadá. As raposas começam a sair dos seus ninhos e a experimentar as primeiras caçadas, geralmente de pequenos roedores, por volta das três a quatro semanas de idade, embora continuem a mamar até à sexta ou sétima semana.

Fenecos bebés

Fotografia: Bruno DAmicis / Fritz Pölking Prize / GDT EWPY 2015

Dois adoráveis fenecos bebés brincam no exterior do seu ninho. Esta fotografia faz parte da série «Fennec, little ghost of the dunes», em português «Feneco, pequeno fantasma das dunas» (tradução livre), do fotógrafo italiano Bruno D’Amicis que venceu o prémio Fritz Pölking 2015.

Cabra-das-Rochosas (Oreamnos americanus)

Fotografia: Connor Stefanison / Fritz Pölking Prize / GDT EWPY 2015

No mesmo concurso fotográfico, o prémio júnior foi atribuído ao canadiano Connor Stefanison, com um portfólio fotográfico de cabras-das-rochosas e da qual a fotografia em cima faz parte. Estas cabras escalam grandes montanhas em busca de minerais, que lambem nas rochas.

Tigre curioso

Fotografia: WWF

Um tigre-siberiano mostra toda a sua curiosidade felina ao inspecionar uma câmara oculta (não tão oculta assim) no parque nacional de Anyuisky, na província de Khabarovsky, Rússia. No levantamento deste ano sobre a população de tigres-siberianos no parque, foram registados 12 tigres adultos, dos quais 10 foram fotografados por estas câmaras, e ainda 6 filhotes.

Leopardo-das-neves curioso

Fotografia: WWF-Mongolia / PA

E por falar em curiosidade felina, aqui está um leopardo-das-neves também a inspecionar uma câmara oculta na reserva ecológica de Altai-Sayan, na Mongólia. O aquecimento global coloca em perigo as populações destes grandes felinos, que habitam as regiões montanhosas mais elevadas (e geladas) do continente asiático.

Ursos polares a acenar

Fotografia: Laura Keene / Solent News

Dois ursos polares jovenzinhos parecem acenar na direção da fotógrafa Laura Keene, em Kaktovik, no Alasca. Os ursos polares são um dos animais melhor adaptados ao frio, capazes de resistir a um clima ártico cujas temperaturas podem descer aos -45º C.

Esquilo-cinzento com leucismo (todo branco)

Fotografia: Andrew Fulton / Caters

Um raríssimo esquilo-cinzento leucístico (todo branco), um dos apenas quatro esquilos com esta condição entre os cinco milhões de esquilos-cinzentos residentes no Reino Unido. O leucismo é diferente do albinismo pois provoca a redução de vários tipos de pigmentação, enquanto que o albinismo afeta apenas a melanina. Exteriormente, é possível distinguir o leucismo do albinismo através dos olhos: no primeiro caso, mantém a coloração natural, no segundo, ficam avermelhados.

Lobo investiga câmara meia submersa

Fotografia: Ian McAllister, Pacific Wild

Um lobo decide investigar a câmara meia-submersa do investigador Ian McAllister na Colúmbia Britânica, no Canadá. Os lobos da Colúmbia Britânica sofreram um sério declínio devido à destruição de habitat e à perseguição por parte de caçadores legalmente autorizados pelo governo.

Crocodilo sorridente

Fotografia: Matthew Smith, The EPSON International Pano Awards

Um crocodilo sorridente protagoniza uma das fotografias panorâmicas premiadas na edição deste ano da EPSON International Pano Awards. A fotografia foi capturada nas águas bem repletas de crocodilos de Jardines de la Reina, em Cuba.

Orca bebé

Fotografia: Center for Whale Research

Uma orca recém nascida, o mais novo elemento de uma família de orcas residente em Puget Sound, no estado norte-americano de Washington. A mãe, conhecida como Princess Angeline, tem 38 anos e é a orca mais velha desta população a dar à luz, aumentando o número de orcas de Puget Sound para 82.

Tópicos: Imagens da Semana, Fotografia Animal