Imagens da Semana: 29 Novembro – 5 Dezembro 2015

Os três novos sapos descobertos no Brasil, o regresso da albatroz mais velha do mundo e o bebé laranjinha de um dos macacos mais raros do mundo, são alguns dos destaques no mundo dos animais esta semana.

Sapo da espécie Melanophryniscus biancae

Fotografia: Hudson Garcia

Um sapo da espécie Melanophryniscus biancae, uma das três novas espécies de “sapos miniatura” descobertos no Brasil, nas regiões montanhosas do Estado de Santa Catarina. A descoberta foi anunciada na Quarta-feira (2 de Dezembro) na publicação científica Plos One. Estes pequenos sapos medem entre 1 e 2,5 centímetros e são venenosos para os seus predadores.

Gato com prtóteses raras

Fotografia: Iowa State University / via YouTube

Vincent, um gato de três anos a experimentar pela primeira vez as suas novas próteses nas patas traseiras. O procedimento realizado no Iowa State Veterinary Hospital é raro e implica a inserção de implantes diretamente no fémur de cada pata, mas permitem um andamento estável e até é possível que o Vincent consiga saltar brevemente. Veja aqui o vídeo.

Alabtroz Wisdom, provavelmente a ave mais velha do mundo

Fotografia: Daniel W. Clark / USFWS

Wisdom, a albatroz (e provavelmente a ave) mais velha do mundo, regressou ao refúgio de vida selvagem Midway Atoll National Wildlife Refuge para acasalar, algo que faz consecutivamente desde 1956. Com uma idade estimada em 64 anos, esta albatroz-de-laysan (Phoebastria immutabilis) já criou três dúzias de crias e voou quase 10 milhões de quilómetros sobre o oceano Pacífico. Na última edição da Revista Mundo dos Animais, a Wisdom é o albatroz que aparece logo na segunda página.

Langur-de-françois (Trachypithecus francoisi)

Fotografia: Taroga Zoo

Um carinhoso beijo de testa de mãe para filhote, protagonistas de uma das mais raras espécies de macaco do mundo no Taronga Zoo, Austrália. O langur-de-françois (Trachypithecus francoisi), também conhecido como macaco-folha-de-françois, está ameaçado de extinção e existem menos de dois mil animais desta espécie na natureza. Um aspeto peculiar nestes primatas é a cor laranjinha dos bebés, sendo os adultos negros.

Príncipe Harry abraça elefante sedado

Fotografia: Kensington Palace / PA

Um momento pessoal do príncipe Harry junto a um elefante sedado para tratamento no Parque Nacional Kruger, África do Sul. Na segunda visita a este parque que realiza este ano, Harry acompanhou o trabalho dos veterinários com elefantes e rinocerontes atacados por caçadores furtivos, que os chacinam por causa das suas presas e chifres valiosos no mercado negro.

Papagaios-do-mar na Islândia

Fotografia: Manuel Schulz, National Geographic Your Shot

Três papagaios-do-mar aguardam que o denso nevoeiro se dissipe para levantar voo e pescar a próxima refeição em Látrabjarg, no Oeste da Islândia. Também conhecido como fradinho, o papagaio-do-mar (Fratercula arctica) é uma espécie vulnerável. As outras duas espécies — papagaio-do-mar-de-chifres (Fratercula corniculata) e papagaio-do-mar-de-crista (Fratercula cirrhata) — estão numa situação menos preocupante.

Lagarto monitor da espécie Varanus varius

Fotografia: Eric Holland

O momento em que Eric Holland essencialmente encontra o Godzilla na parede de sua casa, em Nova Gales do Sul, Austrália — mas manteve a calma suficiente para tirar esta fotografia. Embora na Austrália tudo seja possível, o réptil em questão não é naturalmente o Godzilla, mas sim um lagarto monitor particularmente grande da espécie Varanus varius. Estes lagartos conseguem atingir os dois metros de comprimento e pesar cerca de 20 quilos.

Borboletas monarcas

Fotografia: Daniel Becerril / Reuters

Milhares de borboletas monarcas descansam nos pinheiros de Angangueo, no México. As borboletas monarcas começaram a chegar no Sábado dia 28 de Novembro, na sua migração anual, onde irão passar o Inverno. Em Março do próximo ano irão começar a sua viagem de retorno à América do Norte, uma viagem épica para um animal tão pequeno e aparentemente tão frágil.

Tópicos: Imagens da Semana, Fotografia Animal