Banho a Gatos: Quando, Como e Dicas Essenciais

Os gatos são animais limpos, mas por vezes é preciso dar-lhes banho

Quando se fala em dar banho a gatos, as reações são de muita admiração e curiosidade. Normalmente, os nossos gatinhos não são muito adeptos da água e tendem a fugir dela, tornando a tarefa de lhes dar banho um pouco complicada. Contudo, com algumas dicas que lhe apresentamos aqui, conseguirá dar banho ao seu gatinho muito mais facilmente.

Por norma, estes nossos amigos tratam de se manterem limpos a eles próprios, não sendo necessário dar-lhes banho com frequência, ou dar banho de todo – na verdade são um dos animais mais limpos do planeta. No entanto existem situações em que se torna necessário um banhinho.

Quando se deve dar banho ao gato?

O banho torna-se necessário essencialmente em duas situações: quando este se encontra realmente muito sujo, o que pode acontecer caso ele costume andar muito fora de casa e/ou por campos de terra, ou quando estes apanham pulgas ou outros problemas na pele que necessitem de banhos com champôs medicinais.

Existem outros problemas excecionais, geralmente associados à idade avançada do gato, como artrites e outras doenças que dificultem o movimento e que impeçam o gato de fazer a sua higiene normal. Nesse caso, o banho necessita de ser dado com alguma frequência.

Dar banho a gatos com muita frequência (com intervalos inferiores a cerca de seis semanas cada) pode secar-lhes a pele, o que além de desconfortável para os bichanos lhes pode provocar alguma comichão. Além disso, e como a maioria dos gatos não gosta de água, o banho pode ser um processo algo tortuoso para o bichano, pelo que só deve ser dado caso seja efetivamente necessário.

Materiais necessários para o banho e pós-banho

Antes de iniciar o banho do seu peludo, prepare os materiais necessários para que estejam ao seu alcance durante e pós o banho, não necessitando de sujeitar o seu gato a pausas desnecessárias que tornem o banho demorado demais para a paciência do felino.

  • Um tapete: O facto de usar um tapete antiderrapante na sua banheira irá ajuda-la tanto a si como ao seu amiguinho, pois este irá sentir-se mais confortável e também não irá escorregar enquanto lhe está a dar banho;
  • O Champô: Não use do seu champô para dar banho ao seu amigo, compre um especificamente para ele, os que não são para gatos podem fazer-lhes mal à pele e ao pêlo, pois são tóxicos. Aconselhe-se com o seu veterinário assistente sobre o champô mais apropriado para o seu felino;
  • Para manchas: Para o caso de estar a lavar o seu pequeno por causa de este estar bastante sujo e com algumas nódoas de óleo ou gorduras, faça o seguinte: Antes de lavar o gato, no local onde ele tem as manchas de gordura, massaje-as com uma gordura que seja menos forte (manteiga, um pouco de óleo vegetal) até que as duas gorduras se tenham misturado. Não use água, limpe agora com um pano seco. Caso as manchas sejam muito grandes, poderá repetir o processo até que estas saiam. Depois de fazer isto, já pode lavar o seu gato normalmente;
  • O pente: é necessário que remova os nós e os embaraços do pêlo do seu gato antes de o molhar com a água, passe o pente para que fique com o pêlo mais suave. Caso o pelo do seu amigo esteja muito embaraçado, tente desfazer alguns nós com as mãos antes de colocar o pente, pois caso contrário poderá magoar o gatinho;
  • Bacia e copo: Apesar de ter o seu gato na banheira, é aconselhável que tenha uma bacia com água morna e um copo ao seu lado para que consiga retirar o champô do pêlo do gatinho sem que o assuste;
  • Toalha e secador: Quando acabar o banho, limpe de seguida o seu amigo a uma toalha retirando o excesso de água. Se por acaso tiver um secador em casa que não faça muito barulho, pode sempre tentar secar o seu amigo, em qualquer dos casos, se ele ainda não estiver seco a 100% coloque-o numa divisão quente, evitando que fique doente por causa das correntes de ar.

Dicas para dar banho ao seu amiguinho

  • Proteja-se: A tarefa de dar banho a gatos é bastante complicada sobretudo se o seu amigo já tiver tido algum problema com a água, por isso é aconselhado que quando o for para fazer, não use nem roupa nova nem roupa em que o corpo fique muito à vista. Opte por usar camisolas de manga comprida, evitando assim que o seu gato arranhe com as unhas diretamente na pele;
  • Peça ajuda: É mais fácil dar banho em gatos com êxito e com calma se tiver alguma ajuda, enquanto uma pessoa lava o gatinho a outra segura e tranquiliza o bichano para que este não tente fugir;
  • Prepare a água: Antes de colocar o peludinho na banheira é importante que prepare a água, esta não deve estar nem muito quente nem muito fria e deve atingir no máximo a altura da barriga do seu patudo. É importante que não o lave em água corrente, pois isso poderá assusta-lo;
  • Lave-o com calma: Durante todo o processo é essencial que mantenha a calma e com um tom de voz baixo. Não coloque água diretamente na cabeça do felpudinho, opte por lavar essa a face, os olhos e as orelhas com uma toalha molhada ou um toalhete. Vá massajando o corpo do seu gato com calma e movimentos suaves para que este não se assuste e a experiência do banho não se torne traumática;
  • Retire o champô: Já lavou o seu gato, mas agora têm de retirar o champô e tem a banheira cheia de água? Calma, não use o chuveiro. Comece por destapar a banheira e deixe que fique sem água, enquanto isso acontece comece por retirar o champô com um copo que vai enchendo de água. Assim ele não se irá assustar com a água corrente. É importante que retire todo o champô do pelo, pois como sabe eles têm a tendência de se lamber e caso fique algum resto de champô eles podem ingeri-lo.

Dar banho a gatos nem sempre é fácil, mas verá que com estas dicas a tarefa ficará bem mais simples. Partilhe connosco a sua experiência se já deu banho ao(s) seu(s) gato(s) na caixa de comentários em baixo!

Tópicos: Tratamento e Manutenção de Gatos, Gatos, Animais de Estimação, Artigos em Destaque