Chocos, Peritos na Arte da Ilusão

Chocos: Peritos na Arte da Ilusão

Fotografia original: Sebastian Niedlich

Astutos, peritos na arte da ilusão, com características totalmente únicas no reino animal, os chocos (também chamados de sepia), pertencem aos Cefalópodes, juntamente com polvos, lulas e nautilus, sendo considerados um dos animais invertebrados mais inteligentes do mundo.

Venha conhecê-los um pouco melhor:

Escondidos

Chocos Camuflagem

Fotografia: S. Zylinski / BBC

O choco gigante da Austrália teve a sua arte de camuflagem como alvo de estudo de vários cientistas.

Estes animais são capazes de se esconder de forma praticamente perfeita dos seus predadores, bem como no sentido inverso, destacarem-se de todo o ambiente que os rodeia para atraírem um parceiro.

Chocos Camuflagem

Fotografia: S. Zylinski / BBC

Este choco foi fotografado no momento em que um mergulhador se aproximava. Rapidamente adquiriu as cores do ambiente circundante (camuflagem) para não ser detectado.

Chocos Camuflagem

Fotografia: S. Zylinski / BBC

O mais curioso é que, apesar de serem peritos na mudança de cores, os chocos vêm o mundo a preto e branco

Chocos Camuflagem

Fotografia: S. Zylinski / BBC

Os biólogos focaram-se não na cor mas sim nos padrões dos chocos, comparando-os com os padrões do ambiente circundante para verificarem a eficácia da camuflagem destes animais.

Chocos Camuflagem

Fotografia: S. Zylinski / BBC

Análises matemáticas à quantidade de vezes que os padrões se repetem nos chocos e no meio circundante, mostraram aos cientistas que estes padrões ocorrem com a mesma frequência e repetição.

Exibicionistas

Chocos Camuflagem

Fotografia: S. Zylinski / BBC

Os chocos tanto se conseguem esconder como sobressair. Este último serve para os machos fazerem uma marcação de território perante outros machos (algo como “eu estou aqui, não te aproximes”), ao mesmo tempo que serve de exibicionismo para as fêmeas.

Chocos Camuflagem

Fotografia: S. Zylinski / BBC

Os chocos fazem, assim, passar bandas escuras através das células azuis e verdes bem como das listas brilhantes, num movimento de ondulação altamente elaborado.

A ilusão

Chocos Camuflagem

Fotografia: Wikimedia Commons

Os peritos na arte da ilusão não têm apenas no exibicionismo a sua técnica para conquistar uma fêmea.

Os chocos machos guardam as suas fêmeas e impedem que outros machos se aproximem. No entanto, os machos têm a capacidade de se disfarçarem de fêmeas. O que acontece é que, pensando que é uma fêmea a aproximar-se, o macho de guarda deixa passar.

Uma vez “furada” a barreira de segurança, o choco disfarçado regressa à sua forma original e tem “livre acesso” à fêmea que está(va) a ser guardada. Engenhoso? Sem dúvida…

Factos curiosos sobre os chocos

Chocos Camuflagem

Fotografia: Wikimedia Commons

  1. Crânios repletos de gás: O crânio dos chocos, composto especialmente por aragonite, possui pequenas câmaras de gás, que se enchem ou esvaziam para controlar a flutuação do animal na água;
  2. Alta toxicidade: A saliva dos chocos possui neurotoxinas produzidas por bactérias (à semelhança do que acontece com outros polvos e algumas lulas). Além disso, os músculos do seu corpo possuem um composto altamente tóxico, ainda por identificar;
  3. Visão altamente evoluída: As pupilas dos chocos têm um formato absolutamente original, em forma de W, como se pode ver na foto acima. Este formato permite-lhes detectar a polarização da luz e adaptar a visão para focar melhor em qualquer ambiente, sendo que os chocos possuem mesmo uma das visões mais avançadas de todo o reino animal – apesar de não perceberem as cores;
  4. Camuflagem total em segundos: Os chocos podem alterar radicalmente as suas cores numa questão de segundos. Além disso, conseguem imitar os padrões do ambiente que os rodeia, como um solo arenoso no fundo do mar, passando assim quase 100% invisíveis;
  5. Jactos de tinta: Tal como as lulas e os polvos, os chocos também possuem tinta que lançam em jactos como arma de defesa, confundindo o predador para terem tempo de escapar;
  6. Apenas duas barbatanas: Os chocos possuem duas barbatanas ao longo de todo o corpo, que utilizam para controlar os movimentos dentro de água;
  7. Propulsor a jacto: A sério! Chama-se sifão e é um músculo especial que utiliza a água para os impelirem para trás numa curta distância, o que também é útil para fugir a um predador;
  8. Sangue verde: Isto acontece devido à proteína hemocianina, utilizada para as trocas gasosas na respiração, uma função semelhante à hemoglobina dos vertebrados. A diferença de cor para o nosso sangue vermelho deve-se ao facto da hemocianina ter como principio activo o cobre, enquanto que a hemoglobina possui o ferro.
  9. Três corações distintos: Falando de circulação sanguínea, e como se não bastasse de curiosidades, os chocos também possuem 3 corações. Um para cada guelra e outro para o corpo inteiro. Uma das razões da necessidade de três corações é o facto do sangue ter de circular muito mais rapidamente, pois a hemocianina não tem a mesma capacidade de transporte do oxigénio que a hemoglobina dos vertebrados.

Tópicos: Moluscos e Crustáceos, Invertebrados, Animais Selvagens