O Bacalhau em Perigo

Bacalhau em perigo

Fotografia original: Wikimedia Commons

Está a chegar o Natal, e com ele as tradições que as famílias vão mantendo ao longo dos tempos, tal como levar as crianças a ver o Pai Natal aos centros comerciais, embrulhar os presentes longe do olhar curioso dos filhos, e depois claro, as tradições que cada família mantém desde sempre.

Começam os preparativos para a noite de 24 de Dezembro, em que se reúne a família toda (talvez a única vez no ano!) para o tradicional jantar de Natal, e para a troca de prendas.

Mas há uma tradição que tem de acabar. Pois bem, é o típico jantar, em que se come sempre bacalhau, seja ela cozido com batatas, à Brás, com natas, ou de mil e outras formas.

O bacalhau é um peixe que devido à sua popularidade, começou a ser pescado abusivamente, o que está a fazer com o peixe Cod (peixe que deu origem ao Bacalhau) entre em extinção.

A pesca abusiva tem afectado o número de exemplares deste peixe, tal como o seu tamanho, tendo este começado a ser cada vez mais pequeno, e juntando a isto tudo o facto de existirem grande dificuldades na sua reprodução, uma vez que, em cada vinte novas crias, apenas uma sobrevive tempo suficiente (seis anos é o que demoram a atingir a capacidade de reprodução) para continuar a reprodução da espécie.

Ou seja, se os nossos hábitos alimentares não forem alterados, o que permitirá que a pesca deste peixe comece a diminuir, dentro de muito poucos anos podemos, infelizmente, dizer adeus a esta maravilhosa criatura dos mares do norte.

Mas atenção, não pensem que agora o Natal já não vai ser a mesma coisa, existem diversas opções para uma óptima consoada em família, sem ter de contribuir para a extinção do bacalhau.

E quando lhe puserem um prato com este peixe para você comer, pense duas vezes antes de o fazer. E lembre-se, que o bacalhau como todos os outros animais neste mundo existe por um motivo, e que uma falha no ecossistema pode ter consequências devastadoras!…

Este artigo foi publicado na Revista nº4 do Mundo dos Animais, em Dezembro de 2007, com o título “Bacalhau em Perigo”.

Tópicos: Natal com Animais, Opinião, Animais em Extinção, Conservação