A Maggie e Eu

Esta história foi escrita por Sara Cruz e fez parte do concurso “O que já fizeste por um animal?” que terminou no dia 18/11/2011. Clique aqui para ver todas as histórias.

A Maggie foi encontrada pela minha avó, num domingo quente de final de verão. Foi deixada para trás, pela mãe gata, que levou todos os gatinhos excepto esta linda amarelinha.

Maggie

A minha avó decidiu levar a pequena gatinha para casa, dar-lhe leite e colocá-la bem protegida. Estava doente. Mal cheguei apaixonei-me por ela. Trouxe-a comigo para o meu apartamento e cuidei dela como se fosse uma filha. Passei noites sem dormir e a dar-lhe biberão, dias preocupada, corri com ela para o veterinário… consegui que ficasse boa! E linda! Finalmente começou a brincar, a deixar a marca de unhas pelos sofás da casa, e a xuxar-me no dedo qual Maggie (simpson… curiosamente) amarelinha!

Hoje é a minha filha, autenticamente. Adoro animais e a Maggie é a minha mais que tudo.

Quando vou de férias só quero regressar para a ver, ao final do dia de trabalho penso sempre “vou encontrar a Maggie à minha espera na porta de casa, de barriga para cima, pegar nela e receber beijinhos no nariz!”, quando o despertador toca de manhã ela está lá para me cumprimentar.

Os laços que se criam entre uma pessoa e um animal são impressionantes, comoventes, e verdadeiros. Amem os animais, porque eles retribuem. Adoptem, porque eles precisam de amor.

Hoje a Maggie tem pouco mais de dois anos, é uma gatinha saudável e brincalhona :)


Leia todas as histórias na edição especial da revista.

Revista Especial Gratuita

Mais em "O que já fizeste por um animal?":