Meus Anjos

Esta história foi escrita por Fátima Rodrigues e fez parte do concurso “O que já fizeste por um animal?” que terminou no dia 18/11/2011. Clique aqui para ver todas as histórias.

Desde sempre fui tida como esquisita, estranha, doente, pela minha imensa paixão pelos animais.

No segundo casamento e depois de, pela separação, ter que ter deixado minha pastora com minha mãe, já estávamos então com três gatas; uma que iam jogar na maquina de lavar, outra largada num bar e outra achada na crueldade, arrumei mais um numa viagem para uma ilha.

Indo para a praia ouvi um ruído. Fui ver, era um bebezinho gatito. Meu marido, me conhecendo, começou a me puxar e seriamente falando que nem adiantava pois eu não ia mesmo pegar ele. Brigamos serio mas nada pude fazer. Passei a tarde injuriada. Enfim no final da tarde voltamos para a casa alugada e começamos um churrasco no quintal.

Passado um tempo, vejam que coisa, escuto de novo o sonzinho. Fui ver… Deus, era o pequenino ser branquinho, esquelético, remelento. Não sei como pode, depois de passadas umas quatro horas e numa vala (onde estava) distante da casa… só Deus.

Já peguei vários animais. Mas nunca vi tamanha fome. Ao lhe dar pedacinhos de carne, ele pegava meus dedos e mordia tive que pedir para me ajudarem a solta-lo. Bom o Will (era assim seu miadinho) veio para casa. Tivemos de escondê-lo pois tínhamos de pegar uma balsa de volta ao continente. Assim veio um anjinho branco, peralta, brincalhão e lindo fazer parte de minha vida.


Leia todas as histórias na edição especial da revista.

Revista Especial Gratuita

Mais em "O que já fizeste por um animal?":