Uma Aventura no Poço do Elevador

Esta história foi escrita por Ana Quental e fez parte do concurso “O que já fizeste por um animal?” que terminou no dia 18/11/2011. Clique aqui para ver todas as histórias.

A Madalena é uma gata que adora brincar e é super sociável com pessoas e animais. Mas nem sempre assim foi. Veio cá para casa depois de ter aparecido no emprego da minha mãe, vinda sabe-se lá de onde. Durante meses bufava e fugia, cheia de medo dos humanos.

Madalena

Até que um dia, tudo mudou. Tornou-se estranhamente meiga, começou a aproximar-se e a brincar com quem lhe dava comida. Como a mudança foi tão radical e a gata estava gordinha, apanhámo-la para a esterilizar (porque achámos que estaria grávida) e recolocá-la no local onde estava.

Depois de esterilizada, trouxemo-la para casa, para no dia seguinte de manhã a voltarmos a levar… Mas apaixonámo-nos por aquele narizinho cor-de-rosa, aqueles olhos azuis, aquele modo tolo de brincar, mordendo e arranhando as nossas mãos e pelos seus miaus fininhos, apesar do enorme tamanho.

Então, como ainda havia lugar para mais um gato, acabou por cá ficar.

Passaram-se meses de muita brincadeira e imensa curiosidade. A Madalena metia-se nos armários quando os apanhava abertos, tentava entrar no quarto da minha avó quando abríamos um pouquinho da porta… Até que uma tarde, desapareceu. Até hoje não sabemos como, mas só pode ter fugido pela porta quando alguma de nós entrou ou saiu de casa. Quando nos apercebemos, corremos a casa toda à procura dela, o prédio todo, a rua toda, o quarteirão todo, tudo isto debaixo de uma chuva intensa e, ainda por cima, sem qualquer sucesso. Colocámos anúncio no Encontra-me.org e no dia seguinte, eu não fui às aulas e a minha mãe não foi trabalhar, para encontrarmos a nossa gata. Espalhámos cartazes por Benfica inteira, até que voltámos a casa, estafadas e preocupadíssimas.

Quando entrámos no prédio, ouvimos miar. Finalmente ouvimos um miau correspondente ao tamanho da gata. Voltámos a subir as escadas todas do prédio, voltámos a procurar em todos os cantos possíveis… Até descobrirmos que o miau vinha do poço de um dos elevadores do prédio.

Chamámos a administradora do prédio, que nos puxou o elevador para cima, eu fui buscar um escadote a casa, atirei-me para o poço, agarrei na minha gatinha e voltei para cima. Nem por um segundo hesitei, apesar de o escadote estar partido, o elevador poder cair em cima de nós ou de não conseguir sair do buraco. Tudo o que pensei foi em tirar dali a minha pequenina.

Acabei com uma camisola cheia de óleo, umas calças rasgadas e uma gata de uma nova cor. Até voltar à cor inicial, foram necessários muitos toalhetes e muita paciência. Mas claro, tudo valeu a pena. Desde aí, assim que entramos ou antes de sairmos, procuramos sempre a Madalena, para ter a certeza que cá continua.


Leia todas as histórias na edição especial da revista.

Revista Especial Gratuita

Mais em "O que já fizeste por um animal?":