Porque Desativamos os Comentários

Comentários no Mundo dos Animais

Provavelmente chegou até esta página depois de ter procurado, sem sucesso, a secção dos comentários de um artigo que acabou de ler.

Antes demais, esperamos que tenha gostado do artigo. Em seguida, vamos deixar-lhe a explicação sobre porque motivo desativamos os comentários no Mundo dos Animais.

À medida que o Mundo dos Animais tem crescido e aumentado a sua base de leitores, o número de comentários que recebemos também tem tido um crescimento exponencial.

Para nós, é uma honra que uma pessoa decida dedicar-nos alguns minutos do seu tempo.

Mas infelizmente, esse aumento de novos comentários revelou-se ser mais problemático do que benéfico para o objetivo do projeto.

Entre os principais problemas com que nos deparamos, destacamos os seguintes:

Questões do foro veterinário

Uma grande percentagem dos comentários legítimos (sem spam) que temos vindo a receber no Mundo dos Animais são questões veterinárias. Já tínhamos inclusive abordado esse assunto na nossa página do Facebook.

Compreendemos que os tempos estão difíceis em termos financeiros e, tendo nós animais em casa, sabemos bem que uma consulta num veterinário se pode tornar dispendiosa.

Contudo, a saúde é uma matéria tão sensível que a procura de “diagnósticos” e medicação pela Internet é um risco com um preço ainda mais elevado, pois pode-nos custar a vida daqueles que tentamos proteger.

Com a segurança e bem estar dos animais no topo das nossas prioridades, nunca respondemos a dúvidas desse género nem nunca recomendamos qualquer tipo de medicação. Mas isso tem-nos levado a um de dois caminhos:

  1. Respondemos sumariamente a todos esses comentários sugerindo uma consulta (real) ao veterinário;
  2. Não respondemos.

No primeiro caso estamos apenas a constatar o óbvio e que a pessoa já sabia ser a solução mais indicada. No segundo estamos a ignorar as pessoas e os seus animais, o que nos deixa muito desconfortáveis.

Em ambos os casos, os comentários revelam-se inúteis e não resolvem o problema do animal que estiver em sofrimento. Pelo contrário, podem prolongar esse sofrimento pois criam a sensação de que uma “consulta” pela Internet é possível e atrasar a necessária visita ao veterinário assistente.

Discussões religiosas

Nos artigos onde são feitas referências à evolução das espécies, são frequentemente iniciadas discussões religiosas que visam o debate entre evolucionismo e criacionismo, que acabam por ficar descontextualizadas com os temas que queremos abordar.

Respeitamos todas as pessoas, as suas crenças e ideologias e apesar dos nossos conteúdos terem uma clara orientação científica, nunca provocamos, ofendemos ou insultamos quem acredita em origens alternativas.

Não é esse o nosso propósito.

Queremos inspirar pessoas a cuidar melhor dos animais. São-nos indiferentes as preferências religiosas, politicas, sexuais ou outras dessas mesmas pessoas e seguramente que para os animais também.

Spam e moderação dos comentários

O spam é algo que não conseguimos evitar.

Não estamos a falar daqueles comentários de spam óbvios que os filtros eliminam automaticamente. Falamos de spam submetido manualmente, bem disfarçado e que necessita de ser moderado também manualmente.

Incluímos nestes todos os comentários ofensivos e insultuosos, escritos sem um motivo aparente e que os nossos leitores não devem ser sujeitos a ler quando nos visitam.

Com o aumento do número de comentários, essa moderação começou a exigir-nos demasiado tempo e recursos que preferíamos estar a dedicar ao nosso trabalho em benefício dos animais. A escrever novos artigos, promover novas iniciativas, chegar a novos leitores, fazer crescer o Mundo dos Animais no seu todo.

Chegamos a um ponto em que, simplesmente, tivemos de nos mentalizar que não compensava.

Os comentários continuam a ter lugar

O nosso objetivo não é limitar as opiniões, as criticas e muito menos atentar contra a liberdade de expressão. Na verdade, queremos promover os comentários e as discussões de uma forma muito mais abrangente.

Em primeiro lugar, as redes sociais.

Comentários no Mundo dos Animais

Excerto da nossa página no Google+

As redes sociais têm plataformas muito melhor adaptadas à participação das pessoas, à escrita de comentários, com uma audiência também muito superior e recursos que permitem elevar as discussões para outro nível.

São o melhor local para partilhar conteúdo, deixar expressa a opinião e onde as pessoas encontram novos sites e blogs para seguirem. Muitos dos nossos leitores encontraram-nos pela primeira vez através do Facebook, do Twitter ou do Google+.

Em segundo lugar, o seu próprio blog.

Se pretende adicionar um novo argumento ou ponto de vista bem desenvolvido a uma matéria, seja a concordar ou discordar da mesma, porque não publicar no seu próprio blog?

Pode contextualizar os seus leitores colocando um link para o artigo do Mundo dos Animais a que está a fazer referência e sinta-se livre para nos enviar um email a notificar disso mesmo.

Teremos todo o prazer em ir ler e até colocar um link para si, de forma a que os nossos leitores também possam ir ao seu blog ler as suas opiniões sobre o assunto em causa.

Em terceiro lugar, que lhe parece escrever um artigo aqui no Mundo dos Animais?

Se não tem um blog ou se o seu blog não trata nem tem o público alvo indicado para matérias sobre animais, nós gostaríamos muito de receber a sua submissão para eventual publicação aqui mesmo.

Aceda por favor à nossa página de colaboração para saber mais.

O principal ponto aqui é: expresse a sua opinião, construa o seu público e acrescente valor à web. Da discussão nasce a luz e atualmente temos na Internet plataformas fantásticas para podermos escrever e ser lidos.

Aproveite essa oportunidade!

 

Tópicos: Projeto Mundo dos Animais