7 Perguntas a Responder Antes de Comprar uma Cobra

Perguntas antes de comprar uma cobra

Cobra do milho (Pantherophis guttatus)
Fotografia: Chris Zielecki

A compra de uma cobra é algo que não se deve decidir de ânimo leve.

Devido a algumas peculiaridades destes animais fascinantes, existem algumas perguntas que devemos responder antes de nos decidirmos pela compra de um destes animais.

1. Quero mesmo uma cobra?

Quem estiver a ler este artigo deve de pensar, “ora aí está uma pergunta de fácil resposta”, no entanto, não é bem assim. Uma cobra é um animal cujo tempo de vida pode facilmente ultrapassar os dez anos e no caso de não podermos ficar com ela, não é exactamente fácil darmos uma cobra para adopção.

2. Todo o agregado familiar quer a cobra?

A maioria de nós não vive sozinho e a herpetofobia é muito mais comum do que se pensa. Na nossa cultura judaico-cristã, a tendência para demonizar estes animais é muito abrangente. Desde pessoas que se recusam a entrar em nossa casa, até aos pais, irmãos ou cara-metade que não acham piada nenhuma a viver com a cobra em casa, até ao temor que a cobra possa escapar, nada disto é incomum. A cobra quando tem uns vinte centímetros é fácil de aceitar, mas e quando tem mais de um metro, como será? Convém, pois, não adquirir uma cobra sem ter a certeza que será bem aceite em sua casa.

3. Consigo arranjar facilmente a alimentação?

Pinkies (ratos recém-nascidos) são relativamente fáceis de encontrar. Ratos adultos já se torna complicado. Há sempre a possibilidade de fazer a criação própria, mas será capaz de os conseguir matar? Alimentar cobras com alimento vivo é desnecessário (exceto se a cobra se recusar a comer), para além do que poderá acarretar complicações para a cobra. Desde o rato atacar a cobra, provocando graves ferimentos e posteriormente a cobra recusar toda e qualquer comida, até infecções que podem ser causadas pela oferta de animais vivos, já que a congelação mata alguns organismos patogénicos que poderão estar nos ratos para alimentação.

4. Tenho um terrário adequado?

A maioria das cobras não necessita de um terrário muito elaborado. Uma fonte de aquecimento (cordão de aquecimento ou tapete), um recipiente com água para a cobra beber, substrato, um esconderijo e um terrário bem vedado. Não subestime a sua cobra. Elas são capazes de feitos extraordinários capazes de rivalizar com Houdini. Tape bem todos os buracos e frestas. Uma cobra fora do terrário é muito difícil de encontrar e muitas vezes quando as encontramos já é tarde demais.

5. Percebo o comportamento destes animais?

Uma cobra não é um cão e nunca o será. Não esperem que vos venha cumprimentar ao vidro sempre que chegam a casa ou que elas passem a vida a andar de um lado para o outro no terrário. Excepto quando estão a ser alimentadas, ou em defesa, as cobras são animais plácidos que passam grande parte do tempo no seu esconderijo, ou enroladas dentro do recipiente da água. Normalmente tornam-se mais agitadas quando têm fome. É ainda muito possível que a sua cobra o tente morder. Ou porque está a mudar a pele, ou porque está assustada ou apenas porque o seu dedo tem a deliciosa aparência de um pinkie. É normal e algo que devemos esperar. Normalmente acalmam com o manejo e com a idade. Mas se não suporta a ideia de uma cobra o morder, este animal não é para si!

6. Estou informado?

Antes de comprar uma cobra o melhor é ler muito. Está a ler este artigo, o que já é um bom começo, mas diferentes espécies de cobras têm diferentes necessidades.

Actualmente a maior causa de mortalidade de animais exóticos em cativeiro é mesmo essa. A falta de informação! Por isso leia, contacte criadores, informe-se sobre as necessidades e preferências do seu animal.

Chegou até aqui e ainda não desistiu? Então é altura de responder a mais esta pergunta.

7. Conseguirei resistir à tentação?

Passe a redundância, as cobras são animais fascinantes. A partir do momento em que se tem uma é difícil resistir à tentação de adquirir mais outra e outra a seguir a esta e quando nos apercebemos temos a casa cheia de cobras. Se respondeu positivo a todas estas perguntas, então parabéns. Está preparado para se iniciar no aliciante mundo das cobras. Agora é a altura de se informar e escolher a espécie que deseja adquirir. Se não, bem então de certeza que encontrará algum outro animal que se adeque melhor às características que procura.

Para os futuros donos das cobras, bem-vindos!

Resumo: Se vai adquirir uma serpente — pontos essenciais

por Madalena Marques

  • Assegure-se de que é uma pessoa que efectivamente gosta de répteis;
  • Assegure-se que nenhum membro da família tem fobia de répteis;
  • Assegure-se que reuniu todas as condições para manter o animal (terrário, aquecimento…);
  • Assegure-se de que vai conseguir arranjar alimento com facilidade;
  • Assegure-se que no caso de não conseguir arranjar alimento congelado, conseguirá dar vivo ou conseguirá matar para lhe dar;
  • Lembre-se sempre que uma cobra irá comer outros animais e que terá de lhe fornecer esse tipo de alimentação;
  • Lembre-se que um animal em bebé tem 40 centímetros, mas em adulto poderá atingir os 2 metros;
  • Lembre-se que uma serpente não é um mamífero e que não poderá esperar de um réptil a mesma interacção nem manter o mesmo tipo de relação de afectividade;
  • Lembre-se que uma serpente pode ter a qualquer momento uma reacção de agressividade e que tem de estar preparado(a) para uma eventual mordidela;
  • Lembre-se que uma serpente em cativeiro pode viver 20 anos e assegure-se que se encontra preparado(a) para assumir esse compromisso;
  • Informe-se bem sobre a espécie que vai adquirir: temperatura, humidade, etc, e tente dar-lhe as mesmas condições que teriam em liberdade na natureza;
  • Faça pesquisa e tente adquirir de início um animal de fácil manutenção;
  • Se vai comprar assegure-se de que a serpente se alimenta, verifique o estado da pele e só compre se lhe parecer saudável;
  • Nunca colecte animais da nossa fauna. Se o fizer além de incorrer em pena de multa estará a contribuir para a sua extinção.

Este artigo foi originalmente publicado na Revista nº 7 do Mundo dos Animais, em Agosto de 2008, com o título “Antes de comprar uma cobra”.

Tópicos: Cobras, Répteis, Animais Exóticos, Animais de Estimação, Artigos em Destaque