Escinco de Fogo Como Animal de Estimação

Escinco de fogo (Lepidothyris fernandi)

Escinco de fogo (Lepidothyris fernandi)

Classificação científica:

  • Reino: Animalia
  • Filo: Chordata
  • Classe: Reptilia
  • Ordem: Squamata
  • Família: Scincidae
  • Subfamília: Scincinae
  • Género: Lepidothyris
  • Espécie: Lepidothyris fernandi

Origem: Oeste de África.
Tamanho: entre 25 a 30 centímetros.

O escinco de fogo habita a floresta húmida. É um escavador por natureza e passa a maior parte do tempo enterrado nas tocas e galerias que constrói.

Os machos são animais territoriais e não devem ser mantidos juntos.

Alojamento

Necessita de um terrário com aproximadamente 60 x 40 x 40 centímetros, tendo em conta que deve ser sempre mais largo do que alto.

Deve ter uma tampa segura, que permita uma boa ventilação sem perda de humidade. Deve ter uma lâmpada UVA/B.

O substrato ideal será próprio para repteis, que conserva a humidade. O substrato no terrário deve ter pelo menos uns 10 centímetros de altura, para permitir que o animal se enterre. Pode ser decorado com algum musgo, mas não em excesso. O terrário deve possuir vários esconderijos e também ramos, pois tal como as iguanas gostam muito de trepar.

Deve, como é óbvio, possuir um recipiente com água. O escinco deve poder caber dentro do recipiente.

Iluminação

O escinco de fogo é um animal diurno, pelo que necessita de um lâmpada UVA/B especial para repteis, de forma a poder sintetizar a vitamina D e fixar o cálcio.

As horas de luz (dia) recomendadas são 12 horas.

Temperatura

Durante o dia, a temperatura deve situar-se entre 27º a 32º C na zona mais fresca e 36º C na zona mais quente do terrário (formando uma espécie de gradiente de temperatura ao longo do terrário).

Pode usar uma pedra ou tapete de aquecimento para o efeito, tendo sempre os devidos cuidados para o animal não se queimar.

Durante a noite, a temperatura pode baixar até aos 22º C.

Humidade

O escinco de fogo necessita de cerca de 70% de humidade. Deve-se borrifar o terrário, mas não ao ponto de empapar o substrato.

Alimentação

Os escincos de fogo comem quase qualquer tipo de insecto.

A sua dieta baseia-se em grilos, baratas, gafanhotos e zoophobas. Os adultos podem comer ocasionalmente, a cada 15 ou 20 días, pinkies (ratinhos pequenos sem pêlo, utilizados frequentemente na alimentação de cobras).

Deve também introduzir na alimentação suplementos de cálcio.

Este artigo foi originalmente publicado no antigo Fórum Mundo dos Animais, em Setembro de 2007, com o título “Escinco de fogo — cuidados básicos”.

Tópicos: Lagartos, Répteis, Animais Exóticos, Animais de Estimação, Artigos em Destaque