A Iguana Como Animal de Estimação

Iguana verde (Iguana iguana)

Fotografia original: Kate Fries

Classificação científica:

  • Reino: Animalia
  • Filo: Chordata
  • Classe: Reptilia
  • Ordem: Squamata
  • Família: Iguanidae
  • Género: Iguana
  • Espécie: Iguana iguana

A iguana, também chamada de iguana verde, é um dos répteis mais populares criados em cativeiro como animal de estimação exótico, devido ao seu temperamento dócil e fácil adaptação ao ambiente doméstico.

A iguana, é uma das mais belas representantes da família Iguanídae, originária da América Central e norte do Brasil. Podem ser encontradas também, na região central do México.

Estes répteis têm hábitos arborícolas, isto é, vivem em árvores. Apesar de serem relativamente pequenas em jovens, podem atingir quase dois metros de comprimento e 10 quilos de peso. A cauda de uma iguana possui cerca de dois terços do comprimento total do corpo.

Quando novas, as iguanas possuem uma coloração verde intensa, já quando maiores apresentam, ao longo do corpo, listras escuras.

A esperança média de vida de uma iguana é de 15 anos.

Alojamento

Iguana verde (Iguana iguana)

Fotografia: Joachim S. Müller

Alojar uma iguana em casa requer um certo esforço e gasto inicial para conseguir proporcionar-lhe as condições que necessita.

A iguana é arborícola e precisa de um terrário que seja o mais alto possível, com ramos para que possa escalar. Evite os terrários baixos e largos. No mínimo, o terrário deveria ter o dobro do comprimento total da iguana, cauda incluída.

O terrário deve ter grades que permitam uma ventilação adequada.

As iguanas são muito territoriais, alguns adultos, especialmente os machos, podem ser muito agressivos com outros indivíduos. Em geral, não convém manter varias iguanas no mesmo terrário, e ainda menos junta-las com outras espécies de répteis.

Temperatura

A temperatura deve ser mantida entre os 25 e 30º C, valores que podem ser controlados com um termómetro.

É essencial que ao longo do terrário exista um gradiente de temperatura, ou seja, uma zona mais aquecida do que a outra, para que a iguana possa regular a sua temperatura corporal, situando-se no local mais adequado ao momento (o que está mais aquecido ou o que está mais frio).

Existem vários métodos para proporcionar calor a este tipo de animais, tal como cabos de aquecimento ou lâmpadas de cerâmica.

As iguanas são muito vulneráveis as queimaduras, por isso tem que se ter muito cuidado com o aquecimento de forma a evitar que a iguana se queime. As pedras aquecedoras, por exemplo, não são muito aconselháveis para as iguanas, pois os animais estão em contacto directo com a pedra e o risco de se queimarem aumenta consideravelmente.

Iluminação

Os raios ultravioletas são imprescindíveis para as iguanas, pois necessitam deles para sintetizar o cálcio e a vitamina D3. Estes raios só se encontram na luz solar (na natureza), ou em lâmpadas fluorescentes para repteis (em casa).

Não se podem utilizar lâmpadas fluorescentes domésticas ou para aquários. A luz emitida por estas lâmpadas deve ser projectada directamente para a iguana, já que a maioria dos vidros e plásticos transparentes retém a luz UV.

Existem vários modelos e marcas disponíveis no mercado deste tipo de luz. Estas luzes fluorescentes devem estar a uma distancia máxima de 30 centímetros do animal. A luz deve apagar-se durante a noite parta que possa proporcionar cerca de 12 horas de luz e outras 12 de escuridão.

Humidade

Como habitam florestas tropicais, as iguanas precisam de ser criadas em terrário tropical húmido.

Necessitam de uma elevada humidade ambiental, entre 70 a 80%, valores que podem ser controlados com um hidrómetro (por exemplo acoplado ao termómetro com que controla a temperatura).

No terrário deve haver um recipiente pouco profundo com água limpa, grande o suficiente para que a iguana possa tomar banho. Colocar este recipiente junto da fonte de calor promove a evaporação da água e, assim, aumenta a humidade ambiental no terrário.

Também se pode pulverizar com água, tanto o terrário como a iguana, varias vezes ao dia.

Alimentação

Iguana verde (Iguana iguana)

Fotografia: Sergio Quesada

As iguanas são vegetarianas e a sua dieta deve incluir uma boa variedade de vegetais. É necessário respeitar a proporção adequada entre os diversos tipos de vegetais e oferecer sobretudo aqueles mais ricos em cálcio. Não dê nenhum alimento de origem animal.

Existem rações apropriadas para iguanas à venda, com o equilíbrio correto de nutrientes que elas precisam.

A água deve estar sempre disponível num recipiente, para poder beber e tomar banho, tal como referido em cima na parte da “Humidade”.

Ofereça o alimento partido, dependendo do tamanho da iguana, e também bem misturado, para que ela coma de tudo um pouco.

Manuseamento da iguana

Para um manuseamento adequado de uma iguana, deve mostrar que é completamente inofensivo e que ela estará protegida nas suas mãos.

Não faça movimentos bruscos, para não assustar a iguana. Fique perto dela, para que ela se acostume e passe-lhe a mão no corpo lentamente.

As iguanas bebes são mais fáceis de acostumar com os humanos.

Diferenças entre sexos

As iguanas machos possuem crista e papo bastante desenvolvido. A cauda é mais gorda do que a da fêmea, a cabeça é maior, as tiras escuras que aparecem em adultos são mais intensas.

As iguanas fêmeas possuem crista e papo menores. A cauda é menos gorda do que a do macho, a cabeça é menor, as tiras escuras que aparecem em adultos são menos intensas.

Este artigo foi originalmente publicado no antigo Fórum Mundo dos Animais, em Setembro de 2007, com o título “Iguana Verde”.

Tópicos: Lagartos, Répteis, Animais Exóticos, Animais de Estimação, Artigos em Destaque