Os Répteis são Mais Inteligentes do que se Pensava

Anolis evermanni

Anolis evermanni

Embora os répteis sejam animais considerados menos inteligentes do que as aves ou os mamíferos – devido ao tamanho do cérebro ser maior nos vertebrados de sangue quente – um novo estudo publicado na Biology Letters, pode indicar que os répteis são mais inteligentes do que se pensava e que conseguem solucionar problemas relativamente complexos.

O estudo foi feito com o lagarto tropical Anolis evermanni (na imagem) e consistiu num teste de procura de alimento.

Inicialmente foram mostrados ao lagarto dois recipientes, em que um deles continha uma minhoca no seu interior e estava fechado, pelo que o lagarto teria de remover a tampa para se alimentar. Quatro dos lagartos testados aprenderam rapidamente a resolver o problema, acedendo ao alimento.

No teste seguinte, a equipa de investigadores tapou também o recipiente vazio, no entanto os animais continuaram a seleccionar o recipiente com alimento.

Num último teste, a minhoca foi trocada de recipiente, onde dois dos lagartos erraram.

O estudo aponta, assim, para a possibilidade dos répteis aprenderem a resolver um problema e a recordarem-se dessa solução. No entanto, estes testes não podem ser generalizados para todos os répteis, porque esta espécie de lagarto em particular pertence a um grupo de lagartos que possui um cérebro maior, conhecidos por se adaptarem com relativa facilidade a diferentes habitats.

Novos testes com outras espécies de répteis, são esperados.

Mais informação (em inglês):

Tópicos: Répteis, Animais Selvagens