Golfinho Ferido Pede Ajuda a Mergulhador

Um golfinho que ficou preso com um anzol e linha de pesca na barbatana peitoral, aproximou-se de um mergulhador para o ajudar a libertar-se.

Os momentos que se seguiram foram fantásticos.

Impressiona a confiança que o golfinho deposita naquelas pessoas, que não conhece de lado nenhum mas que parece saber de imediato que não lhe vão fazer mal algum.

Não hesita em manter-se junto do mergulhador, tanto quando ele pega na navalha para cortar a linha como quando está a manipular a barbatana ferida, que facilmente podemos deduzir que estava a causar dor ao golfinho. Demonstrou mais confiança, sentido de colaboração e sobretudo mais paciência que muitas pessoas quando estão a receber tratamentos em feridas.

O vídeo em cima é uma versão resumida, mas pode encontrar o vídeo completo bem como respetivos comentários (em inglês) nesta ligação.

De seguida deixamos uma tradução livre do que relatou Martina Wing, autora da filmagem:

Quando comecei a filmar o encontro, soube de imediato que algo muito pouco comum estava a acontecer à minha frente. Mantive-me concentrada durante o tempo todo, para que todas as pessoas pudessem apreciar este momento tão especial entre uma criatura marinha e um ser humano.

Fiquei bastante surpreendida com a paciência que o golfinho demonstrou, durante todo o tempo que demorou o “salvamento” e sem parecer importar-se com todas aquelas luzes apontadas para ele. O golfinho estava definitivamente stressado com o emaranhamento [na linha de pesca], mas ao mesmo tempo, inteligente o suficiente para perceber que as “criaturas que sopravam bolhas” eram a “solução” para o seu problema.

Fiquei espantada ao observar como o golfinho participou ativamente [no salvamento], fazendo girar o seu corpo de forma a arranjar melhor posição para que as minhas luzes iluminassem melhor a barbatana, ajudando o mergulhador a ver o que estava a fazer (e a mim a filmar).

Quando tudo acabou e o golfinho nadou para longe, a minha frequência respiratória estava tão acelerada. Não podia acreditar no que tinha acontecido e só queria partilhar isto com toda a gente. No entanto, ainda tinha de terminar o mergulho e a filmagem das jamantas e os outros mergulhadores. Num dado momento, dirigi-me ao mergulhador que salvou o golfinho e dei-lhe um “high five”.

Quando o mergulho terminou, estava tão excitada que não conseguia parar de falar. Mostrei imediatamente o vídeo assim que chegamos ao porto, mostrei-o a muitas pessoas. Ninguém acreditava no que tinha acontecido, mas estava tudo gravado. Espetacular!!!

Este é apenas mais um exemplo da elevada inteligência destes mamíferos marinhos, de tudo o que podemos aprender com eles, e que nos leva a ficar ainda mais chocados… ou mais tristes… quando um grupo de pessoas se acha no poder e na legitimidade de massacrar até à morte estes fantásticos animais.

Veja também:

Tópicos: Vídeos de Animais Selvagens, Vídeos de Animais